data Categoria: Notícias |  data Postado por redacao há 2 semanas | Imprimir Imprimir
Vereadores voltam do recesso e cobram solução para segurança pública em Belmonte.

O Poder Legislativo de Belmonte teve sua primeira sessão pós-recesso na noite dessa segunda-feira (07/08) onde o Presidente e o Vice-presidente da casa, os Srs. Aelson Matos (Calango) e Alfredo Aberceb, respectivamente, receberam os vereadores para o reinício das atividades.

sessao_camara002

Arquivo +BN

O assunto mais debatido entre os vereadores nesse início de trabalhos foi a segurança pública do município. Os edis belmontenses durante a sessão usaram firmemente a tribuna da casa para expor o problema e pedir ao Prefeito Janival Borges que faça uma intervenção imediata no intuito de trazer tranquilidade para a comunidade que está amedrontada em meio à crescente violência e ao avanço do tráfico de drogas em todo o município.

Vereador Alfredo Aberceb.

Arquivo +BN

O Vice-presidente Alfredo Aberceb comentou com todos a sua preocupação com a segurança de Belmonte e abordou o caso de Santa Maria Eterna onde só existe policiamento nos finais de semana. O vereador ainda abordou a situação do pouco efetivo, onde chamou de heróis os policiais que atuam na cidade e se desdobram para atender a crescente demanda.“Não é normal uma situação em que 03 bandidos com armas em punho saqueiam uma localidade e colocam uma população inteira em pânico. Eles fizeram isso porque sabem que a impunidade impera em Santa Maria e Boca do Córrego. Eles fizeram isso porque falta apoio, falta estrutura e falta efetivo para as nossas policias. O que estão esperando para se tomar uma providência? -Finalizou Alfredo.

foto_presidentecamara

O Presidente e Vereador Aelson Matos também fez uso da tribuna e comentou que a segurança pública é um dever do estado e não do município, mas que, o prefeito tem que intervir firmemente para ajudar a resolver a situação. Ele ainda revelou que Belmonte precisa urgentemente criar a Guarda Municipal para que ela sirva de apoio às forças policiais. “Nós precisamos que o município crie e dê estrutura à Guarda Municipal para que esses profissionais auxiliem na proteção das pessoas de bem de Belmonte. A nossa cidade está em uma violência crescente e não podemos ficar esperando a boa vontade do Governo do Estado. Temos que criar as nossas soluções porque somos nós e nossas famílias que moramos aqui e estamos a mercê dessa violência toda.”  – Finalizou o Presidente do Legislativo de Belmonte.